Marketing Digital

Nossos serviços

O conceito de marketing, basicamente é desenvolver um conjunto de atividades e estratégias que atendam da melhor forma, os objetivos do cliente e do mercado. Existe um paradigma de que esta área está muito ligada a área de vendas, mas na verdade, o marketing trabalha em estágios antes, durante, e também após a venda ser finalmente realizada.

Retirada da palavra inglesa, Market, que significa mercado, ficou definido que marketing seria utilizado para realizar os estudos e mecanismos para fundamentar as relações de trocas de produtos, serviços ou ideias. Aqui podemos incluir também todos os benefícios de quem está oferecendo o produto ou serviço, e também a satisfação de quem está comprando.

O que é marketing digital?

O conceito de marketing digital é baseado em trazer as estratégias de marketing tradicional, adaptado para o uso das ferramentas do meio digital, incluindo novas táticas de negócio, para que os objetivos do cliente sejam atingidos, fazendo uso de SEO, publicidades pagas, e-mail, entre outras ferramentas, para atrair clientes, promover o branding da marca e conectar com um determinado público-alvo.

Resumindo: gerar resultados para empresas, marcas e pessoas.

Diferente de outras modalidades de aplicações de marketing, o meio digital permite inúmeras atividades que nos dão a possibilidade de popularizar essa comunicação de forma bastante prática e acessível.

O marketing digital abrange diversas áreas

O mais incrível, é que pode ser aplicada para qualquer empresa, mercado ou pessoa, e não requer grandes verbas de investimentos para iniciar as suas atividades. O que é necessário é definir os objetivos que a empresa deseja atingir.

Esqueça a ideia de que pra fazer marketing digital, é necessário manter anúncios no Google Ads, ou no Facebook Ads. Isso é um meio, e não uma necessidade.

O marketing digital já é antigo.

Para trazer um pouco de curiosidade sobre este termo, você sabia que o marketing digital existe a mais de 100 anos?

Ué, mas a internet não existia nessa época!

Apesar de já fazer bastante tempo que a internet foi criada, na década de 1960, ela foi popularizada no Brasil na década de 1990, mas isso não impediu que uma pessoa conseguisse atingir os seus objetivos.

Guglielmo Marconi, inventor do rádio

O nome dessa pessoa é Guglielmo Marconi. Ele foi o inventor do rádio, e em 1896 realizou a primeira transmissão de forma pública com sinais em ondas de rádio, mais conhecido como wireless.

O primeiro registro de uma transmissão ao vivo de uma programação, foi de uma apresentação de ópera no Museu Metropolitano de Arte de Nova York. Após a transmissão, tente adivinhar o que as pessoas fizeram depois de se encantarem com tudo o que ouviram? Compraram ingressos!

Não foi o primeiro anúncio onde as empresas pagaram por cliques em suas publicações, mas este exemplo é bastante prático para que possamos entender um conceito simples do mercado digital: apresentar seu produto de maneira não presencial!

Diferente das vendas de antigamente, que eram porta a porta, o marketing digital é feito por meio eletrônico, visto em computadores, notebooks, tablets e smartphones, e temos uma gama bem ampla de ferramentas que podemos utilizar para que a sua mensagem chegue até o seu consumidor.

Onde posso anunciar?

Vamos elencar alguns modelos práticos de aplicações para sua marca chegar até seus consumidores:

  1. Google Ads

O já tradicional e conhecido Google Ads, ou Google AdWords, como era anunciado até 2018, permite anunciar em diferentes plataformas do grupo, como a rede de pesquisa, portais de conteúdo onde estão disponíveis espaços do Google AdSense, e também no YouTube. Anunciar aqui é efetivo quando adotado as práticas corretas, mas não é uma ferramenta muito simples para iniciantes, pois existem muitos detalhes técnicos para serem lidados antes de que a campanha seja iniciada.

  1. Facebook Ads

Quem tem página no Facebook já fez algum “impulsionamento” de uma publicação para ver como seria o impacto. O que muitos não sabem é que existe uma ferramenta muito mais avançada para edição destes anúncios, que pode ser muito melhor configurada para atingir objetivos específicos para que a campanha obtenha os melhores resultados.

  1. LinkedIn

O Linkedin também possui uma plataforma de anúncio que pode ser utilizada tanto de modo para divulgar o profissional, quanto para divulgar as ações de empresas. Esta rede social é muito peculiar e o meio de comunicação é bastante diferente das outras, pois trata-se de um ambiente estritamente profissional, e, portanto, o conteúdo que está sendo apresentado aqui, deve ser condizente com esta área.

  1. Instagram

Anunciar nesta rede social é praticamente utilizar a mesma plataforma do Facebook Ads, pois ambas fazem parte do mesmo grupo. O que deve ser diferenciado aqui, é o tipo de comunicação que será abordada, pois as redes possuem tipos de públicos bem diferentes que consome os conteúdos publicados. Fazer uma campanha para o Facebook e somente “replicar” ela para o Instagram, pode não gerar os resultados que estão sendo esperados.

  1. E-mail marketing

Muita gente ainda acredita que as campanhas de e-mail marketing não trazem mais os resultados que traziam antigamente. Mas podemos afirmar com certeza de que SIM, elas geram resultados quando utilizadas de forma correta e bem estruturada. A comunicação deve ser pensada, e aqui é envolvido também bastante estratégia de que tipo de conteúdo o público estará interessado em receber, que tipo de chamada será feita para os botões, qual a periodicidade de envio, entre diversos outros fatores a serem analisados no processo de construção da campanha.

  1. SMS marketing

Assim como o e-mail marketing, muitas pessoas dizem que não gostam de receber mensagens de SMS com informativos, e realmente, incomoda. Mas utilizando esta ferramenta como lembrete de pagamento, uma mensagem de que o produto está para ser entregue, entre diversas outras utilizações que podemos ter dessa ferramenta, temos bastante certeza de que seu consumidor ficará muito satisfeito em ler as suas mensagens.

  1. Aplicativos

Um meio de ter o seu cliente sempre em contato com a sua marca, é desenvolver um aplicativo para o dispositivo desse consumidor, e fazer com que o seu uso seja algo essencial para o dia-a-dia. Fazer este investimento somente para que o usuário seja impactado por campanhas, ofertas, ou para que tenha acesso a conteúdo que esteja disponível por outros meios, não irá trazer downloads ou reconhecimento de marca. Este aplicativo deve trazer benefícios que somente as funções do smartphone pode trazer, como por exemplo fazer uso do giroscópio para alguma atividade, ou da geolocalização, do push notification, entre outras ferramentas disponíveis nos dispositivos móveis.

  1. Blog

Esta é uma importante ferramenta para fazer uso do Marketing de Conteúdo, pois aqui serão indexadas as palavras chaves do seu negócio, e também as questões que você quer que sejam resolvidas pelas buscas no Google dos seus consumidores. Aqui entra também um gigante trabalho de SEO para que o portal seja muito bem construído e esteja com as melhores avaliações pelos algoritmos do Google. Isto irá gerar um melhor posicionamento nas buscas e autoridade para o assunto que está querendo trabalhar.

  1. Posts pagos

Um meio para que consiga atingir uma grande audiência em grandes portais, é publicar uma matéria para o público que este site atende. Os chamados ghest posts são bem comuns, e rendem um bom retorno para as marcas, atingindo rapidamente um grande público, para o nicho que está trabalhando e deseja conversar.

Entendendo os canais

Mais importante do que estar presente com a sua marca em todos estes canais, é saber utilizar a comunicação de cada um deles, exatamente para o que cada um deles se propões e oferece aos seus usuários.

Agir com inteligência é fundamental

Anunciar no Facebook é completamente diferente de anunciar no Instagram, que é completamente diferente de vender por e-mail marketing, e assim por diante. São ferramentas diferentes, para públicos diferentes, com usos diferentes.

Para quem está iniciando nesta área de marketing digital, saiba que é muito mais importante concentrar todo o seu foco em uma ferramenta que já domina, do que pulverizar seu tempo e investimento, entre diversas ferramentas e utilizar elas de forma errada. Você trará mais malefícios do que benefícios para a sua marca.

Existe fórmula para vender na internet?

Aqui entramos em um ponto bem delicado, que muitos clientes abordam quando começamos uma estratégia de venda online.

Existe fórmula para vender na internet?

O ponto principal é: não existe fórmula!

O que existe são pessoas aplicando cursos e treinamento do que deu certo pra elas, mas isso não significa que vai trazer os mesmos resultados para a sua empresa.

Neste período em que já realizamos diversas campanhas para diversos clientes, notamos que cada empresa tem as suas particularidades, tem objetivos bem diferentes com as campanhas desenvolvidas, e consequentemente as estratégias e os meios para que estes objetivos sejam cumpridos, são bem diferentes.

O que gerou venda direta para uma empresa em determinada publicidade, não significa que irá gerar venda para uma empresa similar, utilizando a mesma campanha.

Temos produtos diferentes, em empresas diferentes, falando com pessoas diferentes, tendo que atingir objetivos diferentes. Não pode, e nem deve ser a mesma campanha.

O que fazemos é realizar um estudo do mercado, das ferramentas que serão utilizadas, definimos quais etapas do funil de vendas vamos utilizar, quais passos podemos adiantar ou pular, e estruturamos toda a campanha nestas ferramentas.

O que é funil de vendas?

Também chamado de Inbound Marketing, é uma das estratégias utilizadas para que as empresas parem um pouco de ir atrás dos consumidores, e façam com que estes consumidores procurem a empresa, criando razões e motivos para que isto possa de fato acontecer.

O termo foi criado pela ferramenta HubSpot em 2006, e tem 4 pilares de sustentação para que este conceito seja aplicado com sucesso nas empresas.

Metodologia do Inbound Marketing

  1. Atração

Nesta etapa serão desenvolvidas estratégias para que o seu consumidor comece a reconhecer a sua marca. Até então ele é um estranho, e não sabemos quem ele é, qual seu gênero, localização, idade, gostos, enfim, não temos nenhum dado sobre ele. Serão desenvolvidos materiais para que possamos atrair a sua atenção para o conteúdo que estamos propostos a divulgar, seja ele através de publicações nas redes sociais, conteúdos em blogs, landing-pages, entre diversas outras ferramentas que podemos utilizar para que possamos atrair a sua atenção e conseguir um pouquinho do seu tempo para conhecer um pouco mais a sua marca.

  1. Conversão

Antes dessa etapa nós temos um visitante, e, se realizarmos tudo de forma correta, após esta etapa, teremos um lead. Para que esta conversão ocorra, devemos oferecer algo em troca dos dados desse visitante, algo que realmente impacte em sua vida e faça sentido “trocar” os seus dados, por uma oferta que está sendo feita. Somente colocar o formulário e esperar que todas as pessoas que passem pelo seu site, preencham os campos, é uma estratégia equivocada, e não irá trazer os resultados que estão sendo esperados.

  1. Fechamento

Nesta etapa já temos alguns dados de quem está acessando nosso conteúdo, e através de técnicas, podemos enriquecer estas informações com os dados que serão necessários para que a campanha atinja os resultados esperados. Nesta etapa, nosso lead já está familiarizado com a marca, e também com o produto que estamos oferecendo, e se tudo for realizado de forma correta e planejada, uma porcentagem destes leads irá realizar a compra desse produto, transformando o lead em um consumidor.

  1. Encantamento

Após a venda do produto, o processo do inbound não termina, é necessário que este comprador seja um promotor desse produto, seja um evangelizador da sua marca, a defenda com unhas e dentes, indique, recomende e também compre mais vezes da sua empresa. Por isso ter uma área de pós-vendas muito bem estruturada é fundamental para a sua empresa. Continuar realizando ações de marketing para esta pessoa, com materiais gratuitos, informativos, descontos e novas promoções, garantem que este consumidor continue tendo interações com a sua marca, e possivelmente volte a comprar novamente.

É uma fórmula pronta e comprovada? NÃO. É uma base para iniciar uma campanha, mas que tem que ser adaptada para as particularidades que os objetivos requerem, e para a forma como o fluxo de trabalho de uma empresa funciona.

O que é persona?

Definir o público-alvo da sua empresa é uma etapa fundamental para que as suas estratégias sejam mais assertivas, e o investimento não seja desperdiçado com ações que não fazem parte do seu planejamento.

Mas o público-alvo é algo muito abrangente, ele não trás características mais aprofundadas sobre o seu comprador. Ele não define gênero, faixa etária, gostos, bem como diversos outros pontos que serão necessários para que uma campanha gere resultados.

Falar que todas as pessoas são o público da sua empresa, é ter certeza de que está jogando dinheiro fora. Não existe empresa que atinja todo mundo.

Vamos pegar um exemplo de uma pizzaria gourmet. Qual o público-alvo dessa pizzaria? Todo mundo? Tem certeza?

Persona e público-alvo

Vamos colocar isto de forma melhor explicada para entender o que é uma persona, no caso de uma pizzaria gourmet. Queremos deixar bem claro que esta não é a persona de todas as pizzarias gourmets. Esta é persona desta pizzaria gourmet, utilizada somente como exemplo para demonstrar o que é uma persona.

Nome

Eduardo Pereira

Localização

Vila Mariana – SP

Idade

32 anos

Profissão

Gerente de Vendas

Renda anual

R$ 60.000,00

Relacionamento

Namorando

Gostos

Pratica esportes 3 vezes por semana, gasta muito tempo em redes sociais, gosta de filmes de ação, tem plano premium da Netflix e sai para jantar todos os fins de semana com a sua namorada.

Interesses

Exercícios, saúde, investimentos, viagens

Objetivos

Aumentar as vendas do seu setor, viajar para exterior no próximo ano

Problemas

Poucas opções de alimentação saudável, tempo reduzido para prática de exercícios, gasta muito tempo no trajeto para trabalhar.

Uma persona é muito mais detalhada do que o público-alvo. Colocando em poucas palavras, o público-alvo falamos de grupo. A persona falamos de pessoa, individual.

Posso definir mais de uma persona?

Se a sua empresa trabalha com uma linha grande de produtos, sim, é necessário definir personas diferentes, para as linhas diferentes de produtos que é disponibilizada no mercado. Uma empresa que vende cosméticos atende o público feminino, com diferentes necessidades, como por exemplo, mulheres loiras, morenas, ruivas, com tintura, sem tintura, de cabelo liso, encaracolado, crespo, e assim por diante. Cada linha deve ter a sua persona.

Para não confundir.

Público-alvo:

  • Ampla definição;
  • Não trabalha os hábitos desse público;
  • Não é referenciado ninguém em específico;
  • Grupo de pessoas que podem estar interessadas em seu produto;

Persona:

  • Definição muito mais específica;
  • Detalhes sobre relacionamento, gostos, interesses, dificuldades;
  • Personagem específico, com nome, idade e localização;
  • O tipo de consumidor ideal para a sua empresa;

Está pronto?

Vamos iniciar o desenvolvimento da sua próxima estratégia de campanha para sua marca? Conte com a nossa equipe para te auxiliar neste processo e estruturar todas as etapas para que seus objetivos sejam cumpridos, e os resultados comecem a aparecer.

Entre em contato e vamos conversar sobre as suas necessidades!

Quer resultados?

Traga sua campanha

Se você está cansado de gastar dinheiro com publicidades que não trazem nenhum resultado, e está gastando todo o investimento da sua empresa em anúncios que não estão se convertendo em vendas, fale um pouco mais sobre as suas estratégias e objetivos neste formulário e vamos juntos definir uma estratégia vencedora e de muito resultado.

A sua marca merece estar entre os melhores e ser vista pelo seu público.

Quer resultados?

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades da Rock Pixel

Assinando nossa newsletter, você receberá diretamente em seu e-mail todas nossas atualizações. Todas as informações inseridas aqui são de total responsabilidade da Rock Pixel e não iremos divulgá-las ou utilizar em campanhas de marketing de terceiros. 

Carregando...