Blog Rock Pixel

Novidades do marketing digital

Tudo o que você precisa saber para começar seu Marketing Jurídico

Sabemos que, antes de qualquer processo de compra de um produto ou serviço, o consumidor está realizando uma busca no Google pelo assunto que está querendo. Existem dados que mostram que mais de 75% dos consumidores, acessam a internet para pesquisar sobre a empresa ou sobre produtos, antes de se quer se dirigir para a loja física, e conversar com um vendedor.

Isso vale também para o meio jurídico. Se uma pessoa tem alguma dúvida sobre direito, o processo padrão é realizar uma busca no Google por escritórios de advocacia, e quanto mais detalhes e publicações estiverem disponíveis para esse potencial cliente se informar, mais chances você terá de receber uma ligação para agendar um horário de atendimento.

Mais de 30% de clientes de escritórios, começaram sua busca na internet!

De acordo com os dados da ABA Journal, mais de 30% dos clientes de escritórios de advocacia, começaram a sua busca através da internet, até chegar ao advogado que julgam resolver a sua situação jurídica.

Quem não está na internet, praticamente não existe

Portanto vemos que marcar presença na internet e em meios digitais, é fundamental, e como todos sabemos, quem não é visto não é lembrado, e se a sua empresa não está presente na internet, então ela praticamente não existe.

No vídeo, tivemos um bate papo muito bacana com o Dr. Leandro de Quadros, advogado a mais de 18 anos e especialista da área civil, sobre o que o Código de Ética e Disciplina da OAB oficializa sobre o que pode, e o que não pode ser feito no Marketing Digital para advogados e escritórios de advocacia. Veja o vídeo no começo da matéria, que temos dicas bastante interessantes!

Aqui nesta matéria, nossa equipe trouxe o resumo detalhado sobre o Código de Ética, e colocamos isso em exemplos para facilitar o entendimento.

O que o Código de Ética e Disciplina informa sobre Marketing Digital?

O documento divulgado pela OAB informa claramente que SIM, é possível fazer Marketing Digital para seu escritório de advocacia.

Alguns pontos devem ser levados em consideração, pois é uma profissão onde deve sempre prezar pela sobriedade e discrição, no formato de divulgar seus trabalhos e serviços, mas tendo consciência destas limitações, é possível ter bastante material para trabalhar na internet.

Qual nome o escritório deve ter?

O documento da OAB não permite que você tenha um escritório com um nome fantasia, ou seja, você não pode colocar em seu cartão de visitas, algo como Defensores dos Jedi.

O nome do seu escritório deve ter o nome de pelo menos um dos sócios, ou seu sobrenome, seguido do complemento, que pode ser advogados associados, escritório de advocacia, etc.

O nome do seu escritório deve seguir alguns regulamentos

Posso ter um logotipo?

Sim, com toda certeza. Sua identidade visual deve ser forte, fácil de ser lembrada, e deve remeter a sua área de atuação.

O que o código de ética indica, é que não se deve utilizar muitos elementos, tornando a composição extravagante, e fazer uso de cores sóbrias, que possam repassar o valor da profissão.

Portanto formas muito diferentonas, e cores como rosa fúcsia, estão fora de questão!

Veja aqui como contratar o serviço de criação de marcas.

A logo deve ser simples, com cores sóbrias

Posso ter um site?

Não só pode como DEVE!

Mais de 75% do mercado de consumidores brasileiros, vão para o Google antes de realizar qualquer tomada de decisão para uma compra.

Antes de se quer sair de sua residência para ver o produto, ou avaliar o serviço, o cliente deve ter ao seu alcance, as informações que serão necessárias para auxiliar nessa decisão.

Em matérias passadas aqui em nosso blog, fica claro que o Google preza por conteúdo, preza por resolver as buscas dos seus visitantes, e quanto mais material você disponibilizar sobre a sua área de atuação em seu site, mais chances de ser encontrado!

Além de ter acesso aos dados de contato e localização, o visitante também terá conhecimento sobre as áreas do direito onde os advogados atuam, irá também conhecer a equipe e as instalações. Isso transmite confiança para quem está acessando estas informações.

Veja aqui como contratar o desenvolvimento do seu site.

Ter um site é essencial!

Posso ter um blog?

Esta ferramenta deve ser o principal meio de comunicação com seu público. Além de ter seu site, demonstrando as áreas de atuação do seu escritório, divulgando a sua equipe e especialidades, o blog será a porta de entrada para quem realiza uma pesquisa no Google.

Por isso é importante ter conteúdos relevantes, de fácil leitura, abrangendo o máximo de palavras chaves que conseguir citar em cada matéria.

Com o blog, você poderá descrever de forma clara para seu visitante, os passos de um processo jurídico, por exemplo. As dúvidas desse potencial cliente já poderão ser sanadas com uma matéria publicada, e isto transmite conhecimento e agrega confiança para o leitor.

Nesta área você não precisa publicar material somente sobre a sua empresa. Você pode divulgar novidades da área jurídica, novas pesquisas da sua área de atuação, informar sobre alterações de leis, e diversos outros assuntos. Não é necessário dar o foco para sua empresa, mas você pode ser uma referencia de questionamentos dos visitantes.

Como toda ferramenta, ela deve ser utilizada constantemente para não acabar enferrujada, e esta área do seu site deve ter publicações frequentes para que também ganhe autoridade do Google, e possa estar melhor posicionado nas pesquisas.

Não é necessário publicar uma matéria por dia. No seu início, uma publicação a cada 15 dias já será o suficiente, e posteriormente você pode avaliar junto a uma empresa especializada em produção de conteúdo, qual será a melhor frequência para a estratégia que estão querendo adotar.

Veja aqui como contratar o serviço de Marketing de Conteúdo.

Posso disparar campanhas de e-mail marketing?

Segundo o artigo 29, parágrafo 3º, o Código de Ética e Disciplina da OAB permite o uso de envios de campanhas de e-mail marketing, “somente podem ser fornecidos a colegas, clientes, ou pessoas que os solicitem ou os autorizem previamente”.

Portanto, para enviar novidades sobre o escritório ou sobre a sua área de atuação, é necessário que as pessoas solicitem a inclusão nesta lista, e para isto, é fundamental que em seu site tenha uma área de cadastro para newsletter.

Nestas campanhas você não poderá informar valores e oferecer serviços, muito menos incluir chamadas como por exemplo “agende seu horário”, ou “ligue agora mesmo”. Os chamados gatilhos mentais não devem ser utilizados em nenhum momento na área jurídica. Nem em campanhas de e-mail marketing, nem em sites, e muito menos em redes sociais.

Não é permitido campanhas em massa. Somente para inscritos.

Posso responder questionamentos jurídicos pela internet?

Se isto acontecer sem que esta pessoa seja já seu cliente, e estejam tratando de assuntos sobre o seu processo, isto poderá ser considerado um aconselhamento jurídico de forma gratuita, e poderá te trazer problemas com o Conselho de Ética do seu órgão regulamentador.

As dúvidas devem sempre ser respondidas em consultas previamente agendadas, em um local onde o seu cliente se sinta seguro e confortável de transmitir os seus problemas e questionamentos. O sigilo é fundamental nesta área, e como temos visto, a internet não é um ambiente totalmente seguro para ter estes tipos de conversas.

Posso ter redes sociais?

Este é um ponto bastante crítico nesta área, e deve sempre ser levado com moderação, transmitindo seriedade e sobriedade.

A minha recomendação, é que trate as redes sociais como uma extensão do seu escritório, um braço virtual onde irá publicar conteúdo para pessoas que estão alheias ao seu círculo de clientes, com informações que deverão contribuir para o cotidiano destas pessoas.

Evite abordar assuntos que promova algum tipo de discussão e politização, pois qualquer conteúdo nas redes sociais pode tomar proporções que fogem do controle, como já vimos em diversos casos de pessoas e profissionais.

Utilize as redes sociais para promover conteúdos publicados em seu site ou blog. Estas redes devem ser utilizadas como um hub, levando sempre as pessoas para seu site, onde o conteúdo é maior, mais abrangente e mais complexo.

Nas redes sociais faça somente um comentário, uma chamada ou um curtíssimo resumo da matéria. O blog será o responsável por responder qualquer questionamento sobre o assunto que está abordando.

Utilize quantas redes sociais achar necessário. Se você tem disponibilidade e consegue ficar a vontade em frente a uma câmera, envie vídeos relevantes para o YouTube, e foque em assuntos do seu interesse ou da sua área de atuação. Produza vídeos curtos e diretos. Não tente abordar diversos assuntos pois o conteúdo ficará disperso. Foco é a palavra chave aqui.

Utilize as redes sociais como um hub para seu blog

Posso fazer anúncios patrocinados?

A princípio, o código de ética não aborda um assunto específico para este assunto, mas seguindo o restante das recomendações, não será permitido fazer anúncios com chamadas e gatilhos mentais.

Você pode utilizar estas ferramentas para fazer anúncios específicos sobre a sua área de atuação, assuntos relevantes ao seu negócio e em palavras chaves relativas ao seu escritório.

Posso divulgar eventos onde vou palestrar?

Sim, pode e deve.

Em eventos onde o advogado será o palestrante, seminarista, ou em casos onde será premiado por seus serviços realizados, o profissional poderá sim divulgar estes eventos em seus meios de comunicação, como matéria no blog e publicações em suas redes sociais.

Lembre-se de escrever um texto moderado, falando sobre o evento e abordando o assunto que irá comentar. Aquilo que está sob o seu domínio.

Divulgue suas participações em palestras e eventos

Posso publicar matéria em outros blogs ou sites?

Você pode sim publicar seus artigos em redes diferentes das suas, desde que sejam da área jurídica.

Você pode inclusive realizar parcerias com outros advogados ou escritórios, em áreas de atuação diferentes da sua. Como exemplo, você pode escrever uma matéria sobre direito tributário, enquanto publica um artigo sobre direito civil em seu blog, de um novo parceiro de negócios.

Essa troca de informações além de promover a parceria, coloca novas palavras chaves em seu blog ou site para começar a aumentar a autoridade do seu domínio, e consequentemente, subir seu posicionamento nas pesquisas do Google.

 

Gostou desse conteúdo? Fez a diferença para o seu negócio ou para sua equipe? Comente aqui em baixo e me diga como utilizou e que resultados obteve!

Acesse nossos canais e curta as nossas publicações.

Facebook: http://bit.ly/2W8buY0

Twitter: http://bit.ly/2VTBsd5

YouTube: https://bit.ly/2YNQseg

Instagram: http://bit.ly/2YQMEc6

LinkedIn: http://bit.ly/2YPpnr8

Messenger: http://bit.ly/2QrpuGt

 

Aproveite para comentar quais ideias teve, e como irá começar a colocar em prática.

 

Lembre-se de curtir o vídeo no YouTube, seguir o nosso canal e ativar o sininho para receber sempre em primeira mão as novidades.

 

Siga também a nossa página no Facebook, que trás sempre conteúdo exclusivo e relevante para seu negócio.

 

Este foi mais um momento Mudando Mindset da Rock Pixel Digital, hoje trazendo dicas de como começar o Marketing Digital para seu escritório de advocacia.

 

Grande abraço e lembre-se: você é do tamanho da sua mente!

 

Sucesso!

Fabricio Gwadera

Profissional de internet, fundador da RockPixel e nas horas vagas não desgruda da telinha.

Anúncio

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades da Rock Pixel

Assinando nossa newsletter, você receberá diretamente em seu e-mail todas nossas atualizações. Todas as informações inseridas aqui são de total responsabilidade da Rock Pixel e não iremos divulgá-las ou utilizar em campanhas de marketing de terceiros. 

Carregando...