Blog Rock Pixel

Novidades do marketing digital

Segredo do Google: Por que o conteúdo deve ter mais de 2.000 palavras?

Como já falamos em matérias passadas sobre o algoritmo do Google, já sabemos que para nosso domínio aparecer nas primeiras posições das pesquisas, é necessário produzir conteúdo relevante para nossos visitantes.

Mas qual o tipo de conteúdo é melhor ranqueado? Existem técnicas para que o Google reconheça melhor as palavras-chaves do meu site? Como produzir esse tão falado conteúdo de qualidade? Quais ferramentas posso utilizar?

Estas foram as principais dúvidas que tive quando comecei este projeto do Mudando Mindset aqui na Rock Pixel Digital, mas de uma coisa eu sempre tive certeza: de que o meu conteúdo iria ajudar as pessoas e empresas!

Meu propósito aqui sempre foi conversar sobre Marketing Digital, negócios e liderança, e estou buscando este público qualificado para abranger o máximo de informação que conseguir trazer para vocês.

Comparando os acessos em meu site com o mesmo período do ano passado, tive um aumento de 125% no número de visitantes novos, 176% no número de sessões abertas no site, e 223% no número de visualizações de páginas. Ainda aumentei em 75% o tempo que os visitantes estão passando no meu site.

Dados do Google Analytics referente ao mesmo período de 2018

Tudo isso somente produzindo conteúdo!

Então vamos aos tópicos dessa matéria:

O que é tráfego orgânico?

Quanto temos uma dúvida, é normal pedirmos ao “pai” Google por uma ajudinha básica, e se o seu questionamento não for resolvido nos 3 primeiros links, então é por que você não fez a pergunta direito, e então vai reformular sua busca.

Este também é o seu “modus operandi” quando faz alguma pesquisa? Pois saiba que está do lado da gigante maioria da população que faz as pesquisas no buscador atualmente!

Seu cliente passando os resultados do Google

A busca orgânica é aquela que está exatamente abaixo dos links pagos, ou seja, você não precisa anunciar para estar nas primeiras posições, e com isso, não precisa gastar seu investimento em palavras chaves que já domina.

O tráfego pago geralmente é utilizado para campanhas, divulgações, ou para alavancar uma matéria ou palavra chave que está querendo atingir público rapidamente.

Mas na maioria das vezes, você ou a sua empresa não possuem um grande investimento para a área digital, e muitas vezes as suas publicações acabam nem sendo vistas pelo público que você quer atingir.

Para estar nas primeiras posições, não é um trabalho fácil, ainda mais em áreas muito concorridas, como e-commerces, segmentos de beleza, e também neste onde atuamos, que é o marketing digital.

O resultado orgânico vem logo após os anúncios pagos

Muita informação é divulgada, estima-se que por minuto, 380 novos websites são colocados online no mundo, e que o Google responde a 63 mil pesquisas por segundo, todos os dias.

Então, para se destacar, você deve produzir um conteúdo que primeiro, irá chamar a atenção do seu público-alvo, e em segundo lugar, irá prender a atenção deste visitante quando acessar o seu site.

Como escrever um conteúdo de qualidade?

Não basta somente atender a fórmula das 2.000 palavras em sua matéria. Este conteúdo deve ter profundidade, deve ter lastro para responder os questionamentos que o seu visitante trouxe junto com o clique.

Se você criou um título matador, e está atraindo cliques, mas não está entregando o que esta pessoa estava esperando, sua taxa de rejeição vai crescer.

É o mesmo que anunciar uma oferta matadora, e quando o cliente entra na loja, não é anda do que ele estava esperando. Eu costumo chamar esse dado de “taxa de frustração”.

Vamos aprender algumas técnicas que grandes especialistas têm ensinado em seus cursos e palestras:

  1. Responda perguntas específicas!

As pessoas estão cada dia mais objetivas, com menos tempo para avaliar ferramentas, propostas ou ofertas. Se o seu conteúdo responde a um questionamento simples ou complexo, de forma clara e objetiva, apresentando fatos e dados comprovados, a perspectiva é de que o seu material tenha os acessos que está esperando.

Antigamente as buscas eram realizadas com palavras curtas, como por exemplo “geladeira frost free”.

Palavras chaves menores tem mais concorrência

Atualmente as buscas estão incluindo muito mais palavras, e chamamos isso de “calda longa”.

São palavras que contem uma sentença mais complexa, e também mais específica, onde o visitante geralmente faz uma pergunta para o Google, e espera isto ser respondido.

Um exemplo dessa nova tendência é “qual a melhor geladeira frost free com tela touch digital”.

Em palavras com caldas longas, você pode ter mais destaque

Se o seu segmento é muito concorrido para palavras chaves específicas, este é o melhor meio de conseguir visitas para suas matérias ou produtos.

  1. Seja útil e valioso!

O seu conteúdo deve auxiliar o visitante a responder as perguntas que ele tem. A principal porta de entrada do seu site, não é mais a página inicial, e sim as páginas de buscas que as pessoas fazem no Google. A página inicial dos sites está morrendo!

Veja este relatório do New York Times de 2014. Neste infográfico, eles detectaram uma assombrosa queda no acesso em sua página inicial. Isto em 2014! Imagine como está agora!

Os acessos a página inicial do New York Times despencaram

Para que seu conteúdo seja visualizado, você deve ter os atributos necessários para que prenda a atenção do visitante, e também que entregue o que ele está pesquisando.

Não precisa fazer tudo em uma matéria de 5.000 palavras. Você pode quebrar o conteúdo em várias postagens, e fazer o link entre elas. Isto também conta pontos para a indexação do Google. É o chamado “Link interno”.

Um exemplo para escritórios de contabilidade, é falar sobre a famosa declaração do imposto de renda. Mas abranger todos os pontos da declaração, vai levar uma eternidade para ser lido, e as vezes não é o que o seu leitor está pesquisando.

Eu poderia pesquisar “como declarar novo carro no imposto de renda”, e cair na sua página com uma matéria de 10.000 palavras, com tudo muito explicadinho, esmiuçado, tim-tim por tim-tim. MAS não é o que eu quero.

Se você separar tudo em conteúdos menores, mais específicos, terá mais chances de resolver as questões que as pessoas pedem para o Google, e mais chances de ter contatos através deste conteúdo.

Corte seu conteúdo grande, em vários mais específicos

Neste exemplo, podem ser feitos artigos sobre aquisições de novos bens, sobre imóveis, sobre filhos, plano de saúde, ações, e mais uma infinidade de conteúdo que pode ser produzido, somente com este assunto.

Veja algumas dicas do que levar em consideração ao produzir o seu conteúdo:

  • A grande maioria dos seus concorrentes tem uma área de notícias, ou material sobre o seu ramo, com até 500 palavras, ou muito menos do que isso. Você com certeza vai se destacar produzindo conteúdo valioso e denso utilizando mais de 2.000 palavras.
  • Se você é percebido como uma autoridade no assunto, o seu público não vai precisar pesquisar por outras fontes de informações, e com isso irão economizar tempo, lendo em outros sites, o que você conseguiu passar com tanta fidelidade de informação.
  • Se algo é bom, ele é recomendado. Então se o seu conteúdo é profundo e informativo, com certeza ele será compartilhado, e isto atrai backlinks, que é mais uma forma do Google avaliar o seu site, e ranquear nas primeiras posições.
  • Suas publicações podem ser reutilizáveis. Se você fez uma matéria muito interessante sobre determinado assunto, isso pode render diversas publicações em redes sociais, chamando novamente para este determinado assunto.
  • Se uma publicação deu resultado muito espetacular nas redes sociais, publique novamente! Atualize a comunicação e chame novamente o público para revisitar esta matéria.
  1. Acredite em seu potencial!

Em nosso cotidiano, é simplesmente impensável começar a produzir sozinho, conteúdo para o site, blog e para as redes sociais. Mas acredite, é possível!

Se você está começando, e não tem disponibilidade financeira para contratar uma empresa especializada para produzir o seu conteúdo, fique tranquilo, essa é a principal preocupação de muitos empresários.

O que você precisa começar a fazer é: acreditar em si mesmo!

Acredite em seu potencial e dê o primeiro passo!

Separe um dia para começar, planeje o seu dia, pesquise sobre o assunto que quer falar, e comesse!

Suas primeiras publicações não passarão nem perto de um prêmio Pulitzer, mas é um início, e você irá começar a entender um pouco como é esse momento “escritor” que começará a ter.

Outro ponto de vista, é que quando tiver a real necessidade de contratar uma empresa especializada para produzir o seu conteúdo, você terá a real noção do valor que esta empresa irá entregar para sua empresa.

  1. Agir é melhor do que idealizar!

Puxando o assunto do tópico anterior, de nada adianta você ter a ideia de produzir todo esse conteúdo, planejar cronogramas e assuntos que quer abordar, se nunca por a mão na massa, e começar de alguma forma.

“Se escrever parece difícil, é porque realmente é difícil. É uma das coisas mais difíceis que as pessoas fazem”. William Zinsser

Escrever é uma das coisas mais difíceis que já comecei na vida. Sempre tive dificuldades com textos em meus tempos de Diretor de Arte, e por isso, sempre preferi trabalhar com redatores, quando as agências de publicidade tinham essa disponibilidade.

Mas nem sempre querer é poder, e a realidade das empresas é bem distante do ideal, então me peguei forçado a começar pequeno, desenvolvendo títulos para chamadas de anúncios publicitários, passando por textos mais completos em ofertas maiores, até chegar nos dias de hoje, escrevendo estes materiais que você tem acompanhado.

Tenho plena certeza de que tenho muito a melhorar, mas se não colocasse uma data e um tema para o início deste projeto, ele estaria até hoje engavetado, pensando nos resultados que poderia ter obtido.

Escrever é difícil, mas pode ser feito

  1. Comece pelo resultado!

Por falar em resultados, este é um belo começo para quem tem dificuldades em escrever sobre algum assunto. Começar pelo final é uma técnica muito utilizada por diversos escritores famosos.

Geralmente os grandes livros tem um tema inicial, e um final a ser seguido. São raras as exceções onde o autor começa a história e não sabe onde quer chegar, como é o caso dos livros “As crônicas de gelo e fogo”, onde os livros que deram origem a série “Game of Thrones” da HBO, se distanciaram completamente da produção cinematográfica.

Se você sabe onde quer chegar, será muito mais simples construir o caminho para chegar até ele.

Pra quem não sabe onde quer ir, qualquer caminho server

Estas são algumas dicas de como otimizar seu resultado na concepção do conteúdo:

  • Produza conteúdo que seja útil e informativo para a pessoa que está lendo;
  • Seu conteúdo deve gerar maior valor e ser mais útil do que o dos outros sites;
  • A credibilidade que você transmite deve ser melhor do que a dos seus concorrentes;
  • Conteúdos de alta qualidade tendem a ter mais cliques, e mais visualizações;
  • Para gerar engajamento e compartilhamento, seu conteúdo deve ter relevância, e responder a proposta para o qual ele foi criado;
  1. Segmentar é melhor do que generalizar!

Se você tem uma empresa que trabalha com diversos nichos de mercado, talvez seja melhor segmentar os conteúdos que publica, do que colocar todos eles em um só portal.

“O poder de síntese é a alma da inteligência.” William Shakespeare

Como já vimos, as pessoas e áreas de atuações, estão cada vez mais interessadas em assuntos muitos específicos, e se você quer abraçar o mundo, publicando conteúdo de todos os gêneros, você poderá acabar publicando conteúdo para ninguém.

Siga o exemplo dos grandes portais de conteúdo, como G1, Terra, UOL, entre outros. Eles criaram portais para falar sobre decoração, esportes, culinária, etc.

Ainda dentro destes subportais, existem outras segmentações. Dentro do portal de esportes, podemos ver notícias exclusivas sobre futebol, automobilismo, basquete, entre outros.

Quanto mais segmentado for o seu conteúdo, mais assertivo você vai conseguir ser com o seu público-alvo.

Divisões dentro da área editorial do portal G1

  1. As pessoas respondem a conteúdo visual!

De nada adianta você ter um conteúdo superinteressante, com 5.000 palavras em seu site, separar bem os tópicos, ter títulos chamativos, se não incluir nenhum tipo de informação visual em sua página.

Os seres humanos são muito mais visuais, assimilativos, e tendem a entender muito melhor as informações, com gráficos, imagens e principalmente: vídeos!

Segundo este estudo da Content Marketing Institute e da Marketing Profs, 85% dos profissionais de marketing B2B afirmam que uma maior qualidade e criação de conteúdo mais eficiente aumentam seus sucessos em relação ao ano anterior.

Fatores que contribuíram para o aumento do sucesso no último ano

Se o seu texto é complementado com as informações visuais, você terá muito mais chances de prender a atenção do seu leitor.

Se estas informações ainda assim complementadas com um vídeo sobre o assunto, você terá muito mais chances de ter um conteúdo relevante, do que os seus concorrentes.

Infográficos são muito informativos, e conseguem transmitir de forma muito mais visual, as informações que deseja passar. Por isso, quando necessário, faça uso destas facilidades.

  1. Não tenha pressa!

Não espere que a sua primeira publicação em seu blog irá atingir as 2.000 palavras. Isso vai levar tempo e muita prática.

Escrever não é uma tarefa simples, e requer prática. Com o tempo você vai descobrindo como encaixar as palavras, como explorar um assunto importante, ou também como gerar uma expectativa sobre algum assunto, e cativar o seu leitor.

Aliás, você não precisa ganhar prêmios com a sua publicação neste início das suas experiências. Você precisa transmitir o que deseja compartilhar e informar o seu público ou cliente, sobre o assunto que quer transmitir.

Coloque metas, como por exemplo, a primeira matéria com 500 palavras. A segunda com 1.000, e assim por diante. Se escrever uma publicação por semana, dentro do primeiro mês, já estará escrevendo uma matéria com 2.000 palavras sem muito esforço.

Tudo a seu tempo! Não tenha pressa.

Organização é a chave do sucesso!

Quando ler uma matéria interessante, salve ela nos seus favoritos, em uma pasta do seu navegador, ou em uma categoria do Facebook ou do Instagram.

Isto irá servir de referência para as horas em que estiver sem ideias sobre o que escrever, ou divulgar para seus leitores.

Existem ferramentas que organizam assuntos, e vamos falar disso no próximo tópico.

Você não precisa começar do zero. Pode tirar suas referências de diversos sites sobre o assunto que deseja falar, mas deve ter em mente uma atenção primordial: nunca copie!

As cópias são muito prejudiciais! Crie conteúdo!

O Google é praticamente onipresente, onisciente e onipotente na internet. Se você copiou um conteúdo de um site mais relevante do que o seu, ele já sabe que este conteúdo foi publicado, e que o seu é uma somente uma cópia, sem acrescentar nada de mais, mesmo informando a fonte.

Este procedimento vai só piorar a sua posição nas ferramentas de buscas, e vai gerar mais prejuízos do que benefícios, então prefira sempre escrever as suas próprias palavras, do que utilizar as de outras pessoas.

Quais ferramentas posso utilizar?

Existem algumas ferramentas que podem auxiliar o processo de escrita, e que podem centralizar a visualização do seu planejamento, te auxiliando a ter uma organização ainda mais perfeccionista do seu negócio.

Estas são algumas ferramentas que utilizo, em meu processo de copywriting:

  • Trello – Usado para gerenciar os conteúdos em cartões e pranchas, de forma bem visual. Muito parecido com um quadro e os post-its.
  • Evernote – Utilizo para referencias de artigos e para centralizar endereços de páginas que encontro matérias interessantes. Uso também para centralizar citações, imagens e ideias que vejo em redes sociais.
  • Ubersuggest – Ferramenta desenvolvida pelo Neil Patel, uma referência mundial em tráfego e SEO para empresas. Você pode avaliar o seu domínio e pesquisar ideias de concorrentes para novas publicações.
  • Google Analytics – Seu painel de avião, para conhecer todos os dados do seu site.
  • Search Console – Aqui é onde você vai gerenciar os links do seu site, avaliar o tráfego e gerenciar o desempenho das suas publicações.

Todas estas ferramentas que foram citadas, são gratuitas ou tem versões de utilização de forma gratuita, então você pode começar hoje mesmo a organizar as suas ideias, e a avaliar a atuação dos seus concorrentes sobre os assuntos que quer escrever.

 

Gostou desse conteúdo? Fez a diferença para o seu negócio ou para sua equipe? Comente aqui em baixo e me diga como utilizou e que resultados obteve!

Acesse nossos canais e curta as nossas publicações.

Facebook: http://bit.ly/2W8buY0

Twitter: http://bit.ly/2VTBsd5

YouTube: https://bit.ly/2YNQseg

Instagram: http://bit.ly/2YQMEc6

LinkedIn: http://bit.ly/2YPpnr8

Messenger: http://bit.ly/2QrpuGt

Aproveite para comentar quais ideias teve, e como irá começar a colocar em prática.

Lembre-se de curtir o vídeo no YouTube, seguir o nosso canal e ativar o sininho para receber sempre em primeira mão as novidades.

Siga também a nossa página no Facebook, que trás sempre conteúdo exclusivo e relevante para seu negócio.

Este foi mais um momento Mudando Mindset da Rock Pixel Digital, hoje trazendo dicas de como começar a produzir conteúdo relevante para o site ou blog da sua empresa.

Grande abraço e lembre-se: você é do tamanho da sua mente!

Sucesso!

Fabricio Gwadera

Profissional de internet, fundador da RockPixel e nas horas vagas não desgruda da telinha.

Anúncio

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades da Rock Pixel

Assinando nossa newsletter, você receberá diretamente em seu e-mail todas nossas atualizações. Todas as informações inseridas aqui são de total responsabilidade da Rock Pixel e não iremos divulgá-las ou utilizar em campanhas de marketing de terceiros. 

Carregando...